Quem passa por cá

.

.
Vejam a lista de cientistas que estão no Mentes. UPDATE 07/01/2014

Projecto ENCERRADO Projecto II/2013- vida nocturna no meu jardim.
Vejam AQUI as CONCLUSÕES

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Balões à prova de fogo

Os balões são uma fonte de divertimento quase inesgotável, quer estejam cheios ou por encher há sempre uma brincadeira que pode ser feita.
Hoje partilho convosco mais uma demonstração com balões. É muito simples mas requer a presença do adulto, do princípio ao fim do ensaio.


Precisamos de:
  • 2 balões,
  • 1 vela,
  • água,fria,
  • funil,
  • fósforos, ou isqueiro.
Como fazer:
  1. Com a ajuda do funil coloquem um pouco de água num dos balões;
  2. Encham os dois balões, de forma a que fiquem do mesmo tamanho;
  3. Coloquem a vela dentro do lava-loiça, ou na varanda, rua.... num local que se possa molhar sem grande problema;
  4. Acendam a vela, o adulto deve fazer isto;
  5. Encostem o balão vazio à vela, O que acontece?;
  6. Encostem o balão com a água à vela, O que acontece?
O primeiro balão rebentou quase de imediato, o segundo balão, o que contêm água, demorou mais tempo a rebentar (dependendo da quantidade de água que lá puseram dentro pode nem sequer ter rebentado).
Porquê?
Tanto o primeiro balão como o segundo (com água) aquecem. 
No caso do primeiro balão a chama aquece de tal forma a borracha do balão que esta perde as propriedades que lhe permitem resistir à pressão do ar que está lá dentro, e consequentemente rebenta.
No segundo caso tudo se altera por causa da presença da água. Na realidade quando o balão é colocado na chama o que aquece não é o balão, mas sim o sistema água/balão. A chama aquece a borracha que, em contacto com a água transfere o calor para este líquido, permitindo desta forma à borracha do balão arrefecer.

A água absorve muito bem o calor, é necessária uma quantidade enorme de calor para para alterar a temperatura da água. Aquecer 1ºC 1gr de água  implica 10 vezes mais calor do que para aquecer 1gr de ferro. Reparem no tempo que demora a aquecer água numa chaleira e comparem com o tempo que demora a aquecer a própria chaleira (não toquem na chaleira!)
Por outro lado, o processo de arrefecimento da água liberta uma quantidade enorme de calor, isto contribui para o facto de que as áreas próximas oceanos,- ou outras massas de água,- não fiquem tão frias no Inverno como as áreas mais para o interior.

Isto é uma demonstração, transformem este ensaio numa experiência fazendo variar a quantidade de água no balão, ou a relação água/ar, será que o tempo que o balão demora a rebentar é influenciado por estes factores?
Registem os vossos resultados num caderno, tentem seguidamente fazer um gráfico que traduza os resultados, existe uma relação directa?

Deixo-vos este video,


Et voilá!
A transferência de calor nas pontas dos nossos dedos

Divirtam-se!

4 comentários:

mfc disse...

Vai ser um espectáculo!!

Debbie disse...

Hummm, que legal! Nunc imaginei essa possibilidade, a borracha pra mim deveria derreter... rs
Vai entender....
Beijso

Clara disse...

o que prova que nestas coisas "só experimentando"

Clara disse...

ah! se experimentarem, eventualmente não vão conseguir à primeira, realmente a exposição à chama tem de ser cuidada, reparem no filme como ele roda o balão, eventualmente o balão rebenta, mas demora mais tempo

Dê uma olhadela

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...